Dois a cada dez possuem algum tipo de financiamento

Por Eduardo Valente

02/09/2017 às 17h15

Dois a cada dez brasileiros possuem algum tipo de financiamento. Esta constatação foi apontada em uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), que mostrou, ainda, que a modalidade de crédito mais procurada é para a compra de um automóvel. Na comparação com o ano passado, destaca-se a redução nas compras de imóveis, de 41% para 19%, e o aumento na procura para a compra de eletrodomésticos, que passou de 4% para 16%. Outros motivos de compras mencionados na pesquisa estão: motocicletas (15%), eletrônicos (15%), móveis (14%), reforma da casa (13%) e pagamento da faculdade (10%).

Para a economista do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a crise econômica enfrentada pelo país nos últimos três anos é um dos grandes motivos para a mudança neste comportamento. “Com renda menor e desemprego em alta, os consumidores têm evitado crédito a longo prazo, como imóveis, e os bancos também começaram a limitar esse tipo de financiamento pelo alto risco de inadimplência. Ao mesmo tempo, a procura pelo crédito para a compra de eletrodomésticos demonstra que mesmo para produtos bem mais baratos, o financiamento tem sido uma opção”, explicou.

O conteúdo continua após o anúncio

A pesquisa destacou que 17% tentaram fazer um financiamento nos últimos três meses, sendo que 8% conseguiram e 9% não conseguiram. Os principais produtos que tiveram o financiamento negado foram carro (27%), eletrônicos (15%) e imóvel (14%). Já as razões que barraram o financiamento foram o valor maior do que a renda permitia e restrição do nome. O levantamento ouviu 601 consumidores de todas as regiões brasileiras, entre homens e mulheres, com idade igual ou maior a 18 anos e pertencentes às todas as classes sociais.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia