Jovem é agredida com cerca de 30 facadas após discussão

Motivação para o crime no Santa Luzia ainda não foi esclarecida

Por Tribuna

11/09/2017 às 09:21hs - Atualizada 11/09/2017 às 15:56hs

Uma jovem, 22 anos, foi agredida com cerca de 30 facadas, na manhã do último sábado (9), no Bairro Santa Luzia, Zona Sul de Juiz de Fora. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima estava caída em um barranco na Rua Deli Faria Bazini, a cerca de 20 metros abaixo do nível da via, sendo resgatada pelo Corpo de Bombeiros. A corporação foi acionada por pessoas que viram a mulher caída no local.

Mesmo com ferimentos por todo o corpo, a moça estava consciente e relatou que havia tido um atrito verbal com um adolescente, 17, e um jovem, 20. Ela não disse qual o motivo da briga e nem deu detalhes de como o crime ocorreu. Nas proximidades do local onde a vítima foi encontrada, os policiais encontraram uma faca com marcas de sangue e lâmina quebrada, que possivelmente foi utilizada na prática do crime. A arma branca foi apreendida.

O Samu foi acionado, e a jovem, levada para o Hospital de Pronto Socorro (HPS), onde foram constatadas lesões múltiplas na face, tórax, abdômen, costas e membros superiores. Ela precisou passar por cirurgia. De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde, a jovem está internada na sala de urgência da unidade e foi preciso colocar dois drenos em seu tórax. Ela está estável, lúcida e respira sem a ajuda de aparelhos.

O conteúdo continua após o anúncio

A PM deu início ao rastreamento em busca dos suspeitos e encontrou o adolescente em sua casa. Ele negou participação na tentativa de homicídio, mas foi reconhecido pela vítima e apreendido. Já o suspeito mais velho foi pego no Bairro Cruzeiro do Sul, também na região Sul. Conforme a PM, o jovem apresentava um corte na mão direita e alegou ter se cortado com uma faca. O rapaz foi preso e levado para o HPS, onde foi medicado. Ele também negou envolvimento no crime. A dupla foi levada para a delegacia para prestar esclarecimentos. A Polícia Civil vai apurar o ocorrido.

 

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia