Seis dicas para uma merenda saudável

Depois dos excessos naturais das férias, confira opções para deixar o lanche dos pequenos mais equilibrado

Por Júlia Pessôa

30/07/2017 às 04:00hs - Atualizada 28/07/2017 às 21:24hs

Durante as férias, as viagens ou mesmo a mudança da rotina da criançada tende a “bagunçar” os hábitos saudáveis. Passado o descanso, o momento de volta às aulas pode ser uma oportunidade bacana para retomar a boa alimentação ou mesmo iniciar um processo de reeducação alimentar. Na maioria das cantinas escolares, é comum ver lanches rápidos e nada benéficos à saúde. O melhor a ser feito é carregar na lancheira opções leves, nutritivas e de acordo com a aceitação da criança. Confira seis dicas da nutricionista Beatriz Botéquio para uma merenda saudável.

 

Equilibre

O lanche deve ter uma fonte de carboidratos (pães, biscoitos, bolo simples ou cereal), uma fonte de fibras e minerais (frutas ou sucos) e uma fonte de cálcio (leite, queijo ou iogurte)

 

Evite

Cuidado com doces e refrigerantes. Não podem ser usados como substitutos das opções nutritivas e saudáveis. São muito calóricos e podem contribuir para um ganho de peso exagerado.

Organize

Lancheiras com bolsos, potinhos e divisórias permitem o melhor armazenamento da merenda. Uma lancheira organizada melhora a conservação e mantém mais gostoso o lanche para a hora do recreio. Cada alimento deve ser armazenado em embalagens individuais, podem ser usados sacos plásticos com zíper (descartáveis) ou potes plásticos. Uma boa opção são lancheiras térmicas, que mantêm a temperatura do alimento adequada até a hora do consumo.

O conteúdo continua após o anúncio

 

Controle

A quantidade do lanche deve ser moderada, um lanche infantil não deve ultrapassar 300 Kcal.

Invente

Crianças são atraídas por cores e formatos diferentes, investir em lanches divertidos é uma boa opção, caracterizando o pão, por exemplo, com personagens animados ou bichos, estrelas, corações, carrinhos.

 

Eduque

De forma alguma vale chantagear ou usar uma comida favorita como recompensa. O certo é negociar, explicar o porquê do alimento saudável e oferecer um dia de compra na cantina.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia