Equipe de robótica da UFJF é campeã de competição latino-americana

Equipe Rinobot foi primeira colocada na categoria Standard Platform League (SPL), em Curitiba

Por Por Pedro Capetti, estagiário sob supervisão do editor Wendell Guiducci

14/11/2017 às 13h58

Alunos foram responsáveis pela programação de robôs que disputam partidas de futebol sem interferência humana (Foto: Divulgação/Rinobot)

Os alunos da equipe Rinobot, da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), foram campeões da categoria Standard Platform League (SPL) na Competição Latino-Americana e Brasileira de Robótica. A disputa aconteceu entre os dias 7 e 11 de novembro, na cidade de Curitiba (PR), e contou com participação de equipes de diferentes instituições de ensino do país.  Nesta categoria, os alunos foram responsáveis pela programação de robôs produzidos por uma empresa especializada, intitulados “NAO”, que disputam uma partida de futebol com quatro jogadores, sendo três de linha e um no gol. Os equipamentos são autônomos, ou seja, não há qualquer interferência humana nas atividades do androide no meio da disputa.

Com a primeira colocação, os alunos ganharam a chance de disputar a partida final com o robô campeão da categoria Humanoide, que engloba androides construídos ou adquiridos pelas equipes para realização da mesma atividade, mas com especificações técnicas distintas. Na oportunidade, a equipe também sagrou-se vitoriosa no confronto, conquistando outro troféu. Além dessas premiações, a equipe alcançou a décima colocação na categoria Very Small Size Soccer, (VSSS), na qual robôs em formato de cubo também jogam uma partida de futebol, mas com configurações e especificidades técnicas diferentes.

O resultado positivo foi o segundo conquistado pelo grupo nas últimas semanas. Entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro, a equipe já havia recebido o terceiro lugar na categoria Seguidor de Linha, na Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia (Finit), em Belo Horizonte (MG). Para o membro da equipe Felipe Lechitz, estes resultados cumpriram o objetivo traçado paras as competições, auxiliando na disseminação da robótica no meio acadêmico ao incentivar mais pessoas a participarem de projetos paralelos à universidade.  “Foi muito bacana ver esse crescimento do ano passado para esse ano. Neste ano, subimos seis posições no ranking da categoria  VSSS, e na outra categoria, estreante, fomos vencedores. Superamos na competição equipes que já participavam do Mundial e agora podemos representar o Brasil nessa competição, no ano que vem”, celebrou.

O mundial da categoria será realizado entre junho e julho de 2018, no Canadá.  De acordo com Lechitz, a equipe já está se organizando internamente e externamente para participar da competição, por isso estão em busca de novos patrocinadores, na tentativa de arcar com os custos de uma viagem internacional. Atualmente, a equipe conta com o apoio da UFJF e de outros parceiros da iniciativa privada.

O conteúdo continua após o anúncio

Desafio de robótica movimenta Universidade

Vinte e cinco alunos recém-ingressados na Faculdade de Engenharia da UFJF participam na tarde desta quarta-feira (14) de um desafio local no campo da robótica, o LinusBot, que chega a sua sétima edição. A proposta é montar um robô seguidor de linha, ou seja, que identifique e siga um determinado trajeto no chão. Nesta edição, um carrinho projetado e programado pelos estudantes deve percorrer uma pista no menor tempo possível, desviando de objetos no caminho. Cada equipe terá 8 minutos para correr no circuito. Caso os alunos achem que seu robô está devagar, o equipamento pode ser retirado para que seja colocado um novo código.

O evento, organizado pelo Programa de Educação Tutorial (PET) da Engenharia Elétrica da UFJF, acontece no Anfiteatro da Engenharia. Segundo os organizadores, durante o último semestre, os estudantes foram divididos em equipes compostas por até cinco membros com objetivo de montar um robô de corrida para a competição. Para desenvolver o projeto, os alunos contaram com aulas práticas e teóricas, e participaram de todo o processo de montagem do produto final.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia