A tecnologia dentro e fora de casa

Automação dentro de casa avança e permite que café e pipoca na sala de TV sejam acionados pelo celular; jardim vertical também tem irrigação e iluminação controladas por aplicativo

Por Bárbara Riolino

08/10/2017 às 07h00 - Atualizada 06/10/2017 às 16h36

(Foto: Felipe Couri)

Já pensou uma sala onde é possível controlar a intensidade de som e luz e ainda estourar um saco de pipocas ou fazer um cafezinho por meio de aplicativo? E um jardim irrigado automaticamente ao longo do dia com um comando do celular? Essas e outras tecnologias estão cada vez mais presentes nas residências, e quem visitar o Casa Design deste ano pode comprovar essa realidade.

Jardim sensorial e inovador

O paradoxo entre o que é natural e artificial resume muito bem a proposta das arquitetas Ariane Vieira e Nicole Gattás para a Entrada Interativa. O ambiente externo reúne atrativos que combinam os cinco sentidos e convidam o visitante a interagir com os detalhes. “Os meios naturais são tangíveis a nós. O essencial está na simplicidade. Então por que não trazer esses meios naturais ao nosso espaço com um toque de inovação e sofisticação?”, indaga Nicole.

No projeto das arquitetas Ariane Vieira e Nicole Gattás, a Entrada Interativa tem jardim totalmente automatizado e parde com efeito pedra texturizado. (Foto: Felipe Couri)

A dupla lançou mão de um jardim vertical, com pedras, árvore e troncos. A parte inferior conta com espelho d’água, que traz três nichos flutuantes onde funcionam lareiras. O comando de cada função está atrelado a um aplicativo, sendo possível controlar a iluminação e o som ambiente, criando diversos cenários. Mais que criar efeitos visuais, a dupla propôs meios de viabilizar a economia de recursos. “O sistema de irrigação é pré-definido conforme orientações do paisagista. No caso do projeto, é acionado por oito minutos quatro vezes ao dia. O espelho d’água possui um sensor de inundação, que desativa e ativa a válvula da torneira controlando o nível da água. Há sensores que controlam a quantidade de luz natural no ambiente, compensando com a luz artificial. O sistema ainda monitora o consumo de energia elétrica de forma momentânea, diária, mensal e até anual”, explica Ariane.

A Entrada Interativa ainda reserva elementos exclusivos, como o “Oráculo das Árvores”, criado pela artesã Clarice Borian, que são folhas secas bordadas dizendo suas mensagens de amor; móveis em madeira que possuem características orgânicas, baseadas em seu formato original; e revestimentos que agregam texturas, estimulando o tato. “Usamos o porcelanato aço corten como detalhe do acesso à casa. O protagonista é o efeito pedra texturizado, desenvolvido exclusivamente pela M2 para a mostra”, finalizam.

O conteúdo continua após o anúncio

Pipoca a um clique

Arquiteta Natália Torres propõe Sala de TV, com filme, pipoca e café acionados por celular. (Foto: Felipe Couri)

Na Sala de TV criada pela arquiteta Natália Torres, o celular, ou o tablet, é quem determina todas as atividades. Segundo a profissional, o projeto propõe um ambiente inteligente, automatizado e completo, podendo ser adaptado a espaços bem reduzidos. “Com apenas um clique, é possível definir a cena de iluminação, o posicionamento da cortina, a pipoca e até o café para sessão de cinema”, explica. O projeto contempla seis circuitos diferenciados que proporcionam combinações de acordo com o cenário desejado. Se a ideia é assistir a um filme, é possível ajustar as luzes e ainda ligar a pipoqueira. Mas se for apenas um bate-papo com os amigos no sofá, as cortinas podem se abrir e fechar, e a cafeteira ser acionada para fazer um capuccino ou um chocolate quente. O comando para cada função ocorre por meio de um aplicativo, que sincroniza as funções utilizando a rede de internet.

“Tivemos muito cuidado na iluminação, que é um fator importante em qualquer home theater. O grande diferencial está na luz indireta do teto, que dá continuidade na parede. O rasgo no teto é iluminando por fitas de LED de duas cores, que proporcionam uma atmosfera perfeita para se jogar no sofá. Alem disso, pensamos em dar cor e riqueza às diferentes texturas, criando um cenário condizente com as relações entre os usuários desse espaço”, comenta.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia