Modelo da Playboy é condenada por divulgar foto de idosa nua nas redes sociais

No ano passado, a modelo da Playboy Dani Mathers estava no vestiário de uma academia quando viu uma mulher de 71 anos nua. Então ela achou que era uma boa ideia tirar fotos da mulher e publicar no Snapchat, ridicularizando-a. A ‘brincadeira’, porém, foi parar na Justiça. Nas postagens, a modelo ri e faz cara […]

Por Wendell Guiducci

25/05/2017 às 14h32

danimathers.com

No ano passado, a modelo da Playboy Dani Mathers estava no vestiário de uma academia quando viu uma mulher de 71 anos nua. Então ela achou que era uma boa ideia tirar fotos da mulher e publicar no Snapchat, ridicularizando-a. A ‘brincadeira’, porém, foi parar na Justiça.

Nas postagens, a modelo ri e faz cara de nojo, e diz: “Se eu não posso ‘desver’ isso, você também não pode”. A Polícia de Los Angeles então acusou Dani de invasão de privacidade, e ela decidiu, junto a seus advogados, fazer um acordo com a Justiça.

Na última quarta-feira, 24, o acordo foi realizado e Dani foi condenada a fazer trabalho comunitário nas ruas de Los Angeles por 30 dias como punição – ela vai limpar grafites nos muros da cidade. Além disso, ficará em liberdade condicional por três anos e não poderá usar o celular em locais “onde pessoas não estão vestidas ou esperam privacidade”, declarou o juiz Gustavo Sztraicher.

Os advogados de Dani disseram à Associated Press que ela perdeu diversos trabalhos como modelo e também teve de deixar sua função de apresentadora de uma rádio. Ela ainda reclamou de “sofrer bullying” na internet.

O conteúdo continua após o anúncio

“Ela realmente se desculpa, do fundo do coração dela, pelo que aconteceu. Ela nunca pensou que causaria tudo isso. Nunca quis ofender ninguém”, disse Thomas Mesereau, um dos advogados da modelo.

“O bullying com o corpo pode devastar a vítima. As pessoas são zombadas, humilhadas de um jeito que elas podem nunca se recuperar”, disse o procurador de Los Angeles Mike Feuer, justificando a acusação contra a modelo.

Dani Mathers ainda vai ter de pagar uma indenização de US$ 60 (R$ 197) para a vítima, para que ela substitua a mochila que aparece nas fotos, a fim de que não seja facilmente reconhecida.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia