Sexta geração do Volkswagen Polo é testada na Itália

Por Tribuna

14/09/2017 às 07h00

 

Por Adriano Torre, do InfoMotori.com/Itália, exclusivo no Brasil para Auto Press

Em seus 42 anos de existência, o Volkswagen Polo já vendeu quase 16,5 milhões de unidades. E chega a sua sexta geração com um único objetivo: superar a si mesmo. Além de receber novos elementos de construção e design – o que o deixou mais espaçoso -, o novo Polo também embarcou muita tecnologia. Tanta inovação faz com que a Volkswagen, na Europa, classifique o carro como “um dos maiores carros entre os compactos”. O Polo prefigura recursos como condução autônoma, sistema de monitoramento do trânsito à frente, sistema anticolisão, frenagem de emergência e reconhecimento de pedestres – função que intervém na condução e aciona os pedais sem que o condutor os pressione.

No interior, uma mensagem futurista. O Polo é anunciado como o primeiro carro de sua classe com um painel de instrumentos totalmente digital. O mostrador tem oito polegadas de tamanho e visor de vidro sensível ao toque. Há possibilidade de conexão com o smartphone, carga de bateria por indução e sistema que roda sob a plataforma Android. A nova plataforma permitiu o crescimento das medidas. Espaço e conforto para motorista e passageiros melhorou. Além disso, a capacidade do bagageiro foi ampliada em 70 litros, resultando 351 litros no total.

O novo Volkswagen Polo, na Europa, vem com uma gama de quatro motores 1.0 (dois aspirados de 65 cv e 75 cv, e dois TSI de 95cv e 115 cv – os três primeiros acoplados a uma caixa manual de cinco velocidades e o último a uma manual de seis marchas ou DSG de sete velocidades). Há também a opção do motor 2.0 TSI de 200 cv com câmbio manual ou DSG de seis velocidades, além de um 1.6 a diesel de 80 cv e um movido a gás natural de 1.0 litro com 90 cv.

O conteúdo continua após o anúncio

Os preços do novo Polo no continente europeu começam em 13.900 euros – cerca de R$ 52 mil – na versão Trendline 1.0, 16.200 euros – aproximadamente R$ 60,6 mil – na Comfortline e 18.550 euros – quase R$ 70 mil – na variante Highline. A versão de topo GTI ainda não tem valor definido. (Colaboração de Victor Alves/Auto Press).

Primeiras impressões

Graças à plataforma transversal modular MQB, o Polo recebeu novos padrões para sua categoria, até então só vistos em modelos de classes mais altas. O design é carismático e original: a frente dá ao exterior um olhar dinâmico e mais expressivo em relação ao modelo anterior.

O navegador apresenta os obstáculos, filas e acidentes no caminho à frente. Quando os empecilhos atrapalham a rota, ele escolhe um percurso alternativo rapidamente. Por fora, é possível personalizar a carroceria com até 14 combinações de cores. Além disso, é a primeira vez que o carro é originalmente alimentado por metano: o motor TGI, de 90 cv, é a jogada da Volkswagen para nos acostumar para o futuro. Principalmente na Europa, onde gasolina e diesel já estão com os dias contados.

vi120917-02 vi120917-07 vi120917-041
<
>

 

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia