Futuro dos carros é apresentado no Salão de Tóquio

Por Victor Alves para Auto Press

05/11/2017 às 07h00

Não é de hoje que os japoneses valorizam a tecnologia. E na indústria automotiva não é diferente. Prova disso são os projetos das fabricantes em exibição na 45ª edição do Salão de Tóquio. Com forte presença de modelos recheados de soluções tecnológicas que auxiliam na melhoria da mobilidade urbana e na diminuição da emissão de poluentes, o evento é o maior do continente asiático e está aberto ao público desde o dia 28 de outubro, até o próximo dia 5, no pavilhão Tokyo Big Sight, na capital do Japão.

Como manda a tradição, o motorshow deste ano trouxe vários conceitos com alto grau de tecnologia embarcada, capacidade de direção autônoma e propulsão elétrica ou a célula de hidrogênio. Estes modelos ocupam os estandes das marcas e mostram as tendências da indústria de carros para os próximos anos. A preocupação por uma propulsão alternativa à queima de combustível e ideias que facilitam a mobilidade nas grandes cidades são o maior foco do evento. Confira alguns destaques do Salão de Tóquio 2017.

Daihatsu DN Trec

A Daihatsu, que pertence à Toyota, vai passar a ser responsável pela produção de modelos mais baratos, especialmente no segmento de crossovers e SUVs compactos. Um deles é o DN Tec, que pode vir para o Brasil já com o logo da Toyota para brigar no segmento dos utilitários esportivos. O carro será produzido sobre a plataforma DNGA (Daihatsu New Global Architecture) e vai priorizar o baixo custo e boa eficiência energética.

Honda Sports EV Concept

O Honda apresenta o Sports EV Concept. O protótipo tem elementos semelhantes aos do Urban EV, que já apareceu no último Salão de Frankfurt, e carrega os mesmos traços “retro-futuristas” do conceito apresentado na Alemanha, com caimento de teto e detalhes em preto entre as lanternas. A plataforma utilizada é específica para carros elétricos e, segundo a Honda, a aceleração é poderosa e suave ao mesmo tempo, beneficiada pelo silêncio do motor elétrico e pelo baixo centro de gravidade. A marca levou ao Salão, também, o S660 – modelo de produção com capacidade para duas pessoas, teto retrátil e transmissão CVT.

Lexus LS + Concept

A Lexus apresenta em Tóquio o conceito equipado com tecnologia de condução automatizada Team Highway. Trata-se do LS + Concept que, com o dispositivo, pode “estudar” as condições de tráfego e propõe manobras durante a condução, como ultrapassagens e mudanças de faixa, por exemplo. O motorista pode ou não aprová-las. O design sugere a próxima geração do sedã LS.

Mazda Kai Concept

O conceito Kai, da Mazda, estreia a gama de motores Skyactiv-X. Nessa família, a novidade é a produção em massa da tecnologia de ignição por compressão em propulsores a gasolina, assim como acontece nos movidos a diesel. A Mazda declarou que a eficiência aumenta entre 20 e 30%, o que compensa a perda de torque em relação aos motores convencionais – algo em torno de 30%.

Mitsubishi E-volution

O conteúdo continua após o anúncio

A Mitsubishi também marcou presença no Salão de Tóquio 2017. A marca levou ao evento o conceito E-volution, que é um SUV derivado do Evo. O Mitsubishi E-volution tem tecnologia de inteligência artificial que pode armazenar o gosto e preferências do motorista e dos ocupantes mais frequentes, além de auxiliar a condução do motorista nas diferentes condições de trânsito. Outro detalhe é a propulsão do modelo, que é 100% elétrica.

Nissan Leaf

Carro elétrico mais vendido do mundo, o Leaf ganhou uma nova geração e será exibido pela primeira vez num Salão. Como novidade, o modelo apresenta um modo de direção que dispensa o uso do pedal do freio, o e-Pedal. Esse sistema permite que o condutor reduza ou pare o carro apenas retirando o pé do acelerador. O Leaf pode rodar até 400 km com uma única carga de bateria e, em sua nova geração, recebeu uma variante com apelo esportivo da linha Nismo da Nissan. Como o projeto passou a ser global, a expectativa é de que o modelo chegue ao Brasil em meados de 2019.

Suzuki X-Bee Concept

Um dos conceitos da Suzuki é o X-Bee. O carro tem dimensões compactas que lembram um station wagon, mas com habitabilidade de um SUV. São três versões, uma convencional, com pintura amarela, uma variante com apelo aventureiro (a Outdoor Adventure), na cor bege e detalhes de madeira pela carroceria, e, ainda, uma a versão voltada para a condução urbana, com teto contrastante em relação ao resto do carro, chamada “Street Adventure”.

Toyota Concept-i Ride

Um dos destaques da Toyota é o Concept-i. O modelo exibe formas arredondadas e compactas e tem tecnologia que permite interação com os ocupantes do carro. Com a tecnologia, o sistema pode “absorver” os gostos do motorista, detectar se o condutor está cansado e pode até mesmo sugerir conversas entre os passageiros. No caso de fadiga de quem está atrás do volante, o carro assume a direção e utiliza o recurso de condução autônoma. Outro conceito que é novidade da marca é o Fine-Comfort Ride, que é movido a célula de hidrogênio e, segundo a montadora, pode andar até mil km sem precisar de recarga – tecnologia interessante para países sem espaço para cultivo de biocombustível.

Yamaha Cross Hub

O Conceito Cross Hub ainda não tem detalhes técnicos revelados, mas uma das características mais marcantes dessa picape é a posição central do motorista. O arranjo dos assentos foi reorganizado de forma que, em cada lado do condutor, haja uma poltrona e, atrás, mais um assento. Suas dimensões são semelhantes às de um SUV médio, como o Honda CR-V, por exemplo.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia