Tucanos fazem convenção estadual atentos ao debate nacional

Por Paulo Cesar Magella

11/11/2017 às 07h00 - Atualizada 10/11/2017 às 20h46

Convenção tucana

O PSDB estadual faz convenção, neste sábado (11) em Belo Horizonte, para renovação (ou não) de sua Executiva, mas o resultado pode ser emblemático para as demais instâncias, por ser o reduto do senador Aécio Neves. O atual presidente, deputado Domingos Sávio, quer continuar, mas o deputado Paulo Abi-Ackel acha que é hora de mudar, pois seu colega já cumpriu dois anos de mandato. A palavra final, provavelmente, caberá a Aécio, que fez uma grande inflexão, na quinta-feira (9), quando removeu o senador Tasso Jereissati da presidência interina da legenda. Como tem ascensão sobre os dois deputados, deve resolver o impasse na conversa. Se houver disputa, a luz amarela estará acesa, pois indicará que sua liderança começa a ser questionada. Nas últimas horas, tem sido negociada a divisão de um ano de mandato para cada um dos postulantes.

Pacificadores

O vice-prefeito Antônio Almas deverá liderar a bancada tucana de Juiz de Fora que irá participar da convenção. Na capital, há preocupação com o quorum, em decorrência dos enfrentamentos. Muitos tucanos, alguns de alta plumagem, preferem se ausentar para evitar o desgaste que já se manifesta na instância nacional, a despeito dos “bombeiros” já em campo. O novo presidente em exercício, Alberto Goldman, anunciou, nessa sexta-feira (10), a criação de uma comissão especial para pacificar a legenda. Ele garantiu que, após esse trabalho, irá vestir o pijama, não escondendo seu cansaço com o jogo de poder que se manifesta também no seu partido.

Pelo acordo

Em Belo Horizonte, as apostas são de que, a despeito de qualquer resultado nas eleições internas do PSDB, Aécio irá disputar uma cadeira na Câmara Federal. Será um território seguro para manutenção de seu mandato e, por consequência, do foro privilegiado. Na mesa da cotações, a garantia é de que ele tem peso para receber mais de cem mil votos, mas essa certeza não é a mesma se tentar a reeleição. Para o Senado, mesmo com duas vagas disponíveis, a escolha é pelo modelo majoritário, isto é, ganha quem tiver mais votos. Nesse caso, o risco é dobrado, algo que ele não pode correr a essa altura do campeonato.

O conteúdo continua após o anúncio

Placar eletrônico

Através de suas redes sociais, o prefeito Bruno Siqueira anunciou os primeiros testes no placar eletrônico que está sendo instalado no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. Nas próximas semanas, a operação do equipamento será treinada para inauguração até dezembro. O placar é resultado de um convênio com o Governo federal, que também possibilitou reforma no gramado e novas instalações nos vestiários e nas cabines de rádio e televisão.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia