PSDB faz convenção para formação da nova Executiva Estadual

Por Paulo Cesar Magella

07/11/2017 às 20h34 - Atualizada 07/11/2017 às 20h34

Mesmo grupo

O PSDB faz convenção neste fim de semana em Belo Horizonte para formação da sua nova Executiva Estadual, mas há possibilidade de mudança na direção. O deputado Domingos Sávio, atual presidente, pode ser substituído pelo deputado Paulo Abi-Ackel. Mas pode ser apenas uma manobra, já que ambos são ligados ao senador Aécio Neves. Abi-Ackel, aliás, foi indicado pelo senador para ser o relator do primeiro processo contra o presidente Michel Temer. Ele mudou todo o entendimento até então firmado pelo deputado Sérgio Zveiter, do PMDB do Rio de Janeiro, e rejeitou a denúncia formulada pela Procuradoria-Geral da República. Seu relatório foi aprovado pelo plenário.

Aposta de Aécio

O senador Aécio Neves está investindo na convenção do PSDB estadual, pois é a sua porta de reentrada na política de Minas, da qual tinha abdicado antes mesmo das eleições de 2014. Na ocasião, certo de que seria o vencedor no estado, ignorou apelos e considerações de correligionários e apostou na candidatura do ex-deputado Pimenta da Veiga, que acabou derrotada pela candidatura petista de Fernando Pimentel. No mesmo ano, Aécio perdeu as eleições em Minas, o que refletiu diretamente na sua campanha para presidente.

Com segurança

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, em sua visita a Juiz de Fora, nessa terça-feira (7), impressionou, sobretudo os jornalistas, pelo aparato de segurança que o levou do Aeroporto da Serrinha até a ETE nas Granjas Bethel, local em que assinou convênio com a Prefeitura e se encontrou com cerca de 30 prefeitos da região. Eram vários agentes da Polícia Civil para garantir sua segurança numa cidade acostumada a ver presidente da República e ministros andando praticamente desacompanhados pelo Centro. Os deputados Marcus Pestana e Rodrigo Castro também participaram do evento, que teve o prefeito Bruno Siqueira como anfitrião.

O conteúdo continua após o anúncio

Pesquisa da CNT

A BR-040, a despeito de todos os problemas na conclusão das obras na Serra de Petrópolis, está bem na fita, se comparada com outras estradas – exceção às de São Paulo – na pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes divulgada nessa terça-feira (7). O melhor trecho está entre Juiz de Fora e o Rio de Janeiro, embora seja considerado crítico na Serra de Petrópolis, onde uma parte cedeu, e uma casa veio abaixo. Para Belo Horizonte, há restrições na região de Conselheiro Lafaiete, que não carece, sequer, de pesquisa para ser questionada. A BR-267 está em boas condições no sentido Sul de Minas, mas, entre Juiz de Fora e BR-116, Leopoldina, os números indicam que o trecho é considerado ruim. Veja matéria nas páginas 6 e 7.

Decreto Legislativo

A deputada Margarida Salomão protocolou, nessa terça-feira (7), Projeto de Decreto Legislativo que susta o Decreto 9.188, de 1º de novembro, do presidente Michel Temer, que estabelece regras para a adoção de regime especial de desinvestimento de ativos pelas sociedades de economia mista federais. Na justificativa, ela destaca que “desinvestimento de ativos é privatização. É a venda da Caixa Econômica, do Banco do Brasil, da Petrobras, da Eletrobras, dos Correios e outras sociedades de economia mista. Tudo de valor da empresa poderá ser vendido sem autorização legislativa: de um prédio até as ações. Já os passivos, que são as dívidas, por exemplo, não entram no negócio. Ou seja, só a parte boa será entregue. É mais uma forte investida contra o povo brasileiro”.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia