Prefeitos vão cobrar ações de deputados

Por Paulo Cesar Magella (colaborou Renato Salles)

05/11/2017 às 06h30 - Atualizada 07/11/2017 às 17h59

Dia de cobrança
A Associação Mineira de Municípios confirmou para esta segunda-feira (6), em Belo Horizonte, a reunião de prefeitos e prefeitas com a bancada mineira de deputados federais e senadores, para apresentação da pauta prioritária dos municípios mineiros. Estão sendo esperados mais de 250 chefes de executivos municipais, que já confirmaram presença. Como no ano que vem deputados e senadores vão se submeter às urnas, conversar com os prefeitos tornou-se pauta prioritária, pois todos dependem deles para garimpar votos nos municípios. A pauta dos municípios é extensa, pois todos, sem exceção, vivem um momento crítico, sobretudo nos repasses, que têm sido insuficientes para alavancar seus projetos.

Canal direto
A Secretaria de Atividades Urbanas (SAU) da Prefeitura está divulgando um canal direto para coletar sugestões, reclamações e denúncias sobre a área de atuação da unidade, responsável pela fiscalização das posturas municipais, aprovação de projetos, licenciamento de empresas e eventos e cadastro imobiliário. Através do e-mail [email protected], qualquer cidadão poderá acionar a secretaria, que tomará a providência necessária.

Agilidade
A medida faz parte de um trabalho de transparência, interatividade e agilidade proposto pela SAU, do qual também faz parte a nomeação de novos profissionais concursados para as funções de análise de projetos. Recentemente, foram incorporados aos quadros da secretaria cinco novos engenheiros e cinco arquitetos.

O conteúdo continua após o anúncio

Sem propaganda
O deputado estadual Antônio Jorge (PPS) vai apresentar projeto de lei que proíbe a propaganda e a publicidade de bebidas alcoólicas no estado. O texto, que ainda será protocolado na ALMG, tem como objetivo proibir a veiculação de propagandas de bebidas alcoólicas nos meios de comunicação de massa. “A proposta é de extremo interesse da sociedade, pois a publicidade do álcool afeta o direito à saúde e expõe crianças e adolescentes ao risco do consumo precoce”, afirma o parlamentar.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia