PMDB de JF pede resgate dos ‘princípios autênticos’ do partido

Por Paulo Cesar Magella

05/10/2017 às 07h48 - Atualizada 05/10/2017 às 07h48

Autênticos do PMDB

Na última reunião do PMDB, na segunda-feira (2), foi aprovado por unanimidade um manifesto no qual a representação de Juiz de Fora questiona as ações das direções nacional e estadual, exigindo a retomada de rumo traçada pelos fundadores. Assinado pelos autênticos do PMDB, o documento foi elaborado por iniciativa do ex-vice-prefeito João César Novaes, que o submeteu a diversos peemedebistas e levou o assunto para a reunião. Não houve qualquer restrição. O texto tem um tom enfático já no seu primeiro parágrafo: “O Brasil está cansado. Os mineiros estão cansados. Estamos cansados também em Juiz de Fora. Cansados de corrupção, de violência, de insegurança política. O sentimento predominante em todas as classes é o de que o atual sistema político esgotou-se. Mesmo com indício de retomada econômica, vive-se ainda um colapso social e moral sem precedentes”.

 

Com esperança

O documento também destaca o papel da sociedade, que não abriu mão da esperança, mas cobra envolvimento da instância política. “Essa percepção do fracasso do atual modelo político, econômico e social, no entanto, não está conduzindo à desordem, nem ao protesto destrutivo. A sociedade reluta em perder a esperança, mas sabe que será árduo o caminho até que se vire a página. Há um duro dever de casa a ser feito por toda a classe política. Mas se faz necessário, antes de qualquer coisa, separar o joio do trigo.”

 

O conteúdo continua após o anúncio

Com as ruas

Os peemedebistas signatários do documento se dizem cansados de todas as mazelas políticas e sociais, mas advertem que não estão contaminados por outras instâncias partidárias ou mesmo por outras legendas. “Continuamos a acreditar nos ideais que levaram à fundação do PMDB com o compromisso de captar e de dar ressonância à voz do povo.” E prossegue: “Foi por nunca ter se afastado das ruas que o PMDB de Juiz de Fora sempre elegeu o maior número de vereadores na Câmara Municipal, sendo o partido que governou o município por mais vezes desde a redemocratização. O nosso diretório municipal foi berço de lideranças na Assembleia de Minas, no Congresso Nacional, no Palácio da Liberdade e no Palácio do Planalto”.

 

Pelas mudanças

Os autênticos do PMDB defendem investigação para todos os acusados de participar de esquemas de corrupção e condenam a venda das usinas hidrelétricas da Cemig. E finaliza: “É o PMDB que o Brasil precisa ter de volta. Precisamos do PMDB de Marcos Freire, Chico Pinto, Lysâneas Maciel, Ulysses Guimarães, Pedro Simon, Itamar Franco, Tarcísio Delgado e Bruno Siqueira para nos conduzir às mudanças necessárias para enfrentar os desafios do século XXI. Precisamos resgatar a boa política para fazer dos muitos desacertos um novo samba-enredo. O PMDB de Juiz de Fora está pronto para integrar esse movimento”.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia