Câmara Sênior entra em funcionamento

Por Paulo Cesar Magella

04/10/2017 às 07h00 - Atualizada 03/10/2017 às 20h12

Câmara Sênior

No mesmo dia em que se comemorava o Dia Internacional do Idoso, a Câmara Municipal instalou a Câmara Sênior, cuja meta é estimular e/ou aumentar o grau de participação social das pessoas idosas em Juiz de Fora, criando um espaço político de discussão e reflexão permanente sobre as principais demandas da cidade. São 20 membros, escolhidos por sorteio, e cinco instituições. As entidades são Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos; Amac/Centro de Convivência do Idoso; Ordem dos Advogados do Brasil – subseção Juiz de Fora (OAB/JF); Espaço Bem-Estar Saúde Integrada e Lar do Idoso Luiza de Marillac.

Sob ameaça

O vereador Wanderson Castelar, por meio de nota à imprensa, disse ter sido alvo de ameaças “pronunciadas pessoalmente por dois desconhecidos”. Segundo ele, quando ia da Câmara para uma agência bancária, um homem se aproximou e disse que “tomasse cuidado com aqueles com quem estava mexendo”. Castelar disse ter testemunha para esse diálogo. A outra ocorrência, que lhe pareceu mais grave, aconteceu na última segunda-feira. “Um homem de motocicleta foi ao seu escritório, no Bairro Monte Castelo, e disse ao jovem que o atendeu que ‘vai encher o vereador de porrada quando lhe ver'”. O motivo alegado, diz a nota: “Ele só vai à Câmara arrumar confusão e não se preocupa com os problemas da cidade”.

Notas distorcidas

O vereador estaria reunindo informações para levar às autoridades policiais solicitando ampla investigação sobre a campanha difamatória e as ameaças que vem sofrendo. Ele citou inclusive a coluna Painel e seu editor “por estarem divulgando notícias distorcidas sobre sua atuação na Câmara”, quando disse ter o vereador se envolvido em novo entrevero na Câmara. Para Castelar, a frase é infeliz, porque “os atritos entre vereadores são bastante comuns. Muda, em geral, apenas o par de contendores. Vários são reincidentes, mas apenas eu sou apresentado como tal”. O que ele não levou em conta é que, nos quatro últimos episódios – com o deputado Noraldino Júnior, com o ex-vereador José Emanuel e com os vereadores Sargento Melo e Antônio Aguiar -, ele é o par constante.

O conteúdo continua após o anúncio

Executiva

Como já era esperado, o PSDB não mudou a composição de seu comando partidário, após a convenção da última segunda-feira, por recomendação do diretório nacional, mas fez alterações nos postos. O médico e vice-prefeito municipal, Antônio Almas, continua na presidência, mas seu vice, agora, é Luiz Eugênio Bastos, antes secretário-geral, cujo posto passa a ser ocupado pelo advogado Eduardo Schröder. A tesouraria continua com Cloves Santos. Entre os vogais há mudanças. Agora são Marcos Kopschitz e Maria Luiz Seta. O vereador Rodrigo Mattos, por ter mandato, continua tendo voto na Executiva.

Paulo Cesar Magella

Paulo Cesar Magella

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia