Voltamos a acelerar?

Por Larissa Latuf e Paulo Betbeder. E-mail para [email protected]

07/11/2017 às 07h00 - Atualizada 06/11/2017 às 15h21

Um dos setores mais atingidos pela crise, o automobilístico, está obtendo no ano de 2017 um resultado positivo em relação à produção, vendas e exportação de automóveis, comparativamente ao ano passado. Segundo os dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em setembro, a produção de automóveis se manteve ascendente, com um crescimento de 30,4% nos nove primeiros meses do ano, em comparação ao mesmo período de 2016. Os dados mostram um aumento na produção de 1,28 milhão de unidades em setembro de 2016 para 1,66 milhão em 2017. A produção até setembro já representa aproximadamente 94% do total de 1.778.464 milhões de unidades produzidas em todo o ano passado.

As vendas dos automóveis também apresentaram uma alta em setembro em comparação com o mesmo período de 2016. No acumulado de 2017, o número de veículos novos licenciados foi de 1,35 milhão, registrando uma alta de 9% sobre o mesmo período do ano passado. Já o número de licenciamento de veículos novos no mês de setembro foi de 130.857 veículos em 2016 contra 168.021 em 2017.

As exportações dos automóveis também estão sendo destaques no ano. Até o mês de setembro, o setor exportou 457.829 mil unidades, que já representa um crescimento de 60% em comparação com as 284.572 mil unidades acumuladas até setembro de 2016. O número realmente é um destaque, mas, ao longo de 2017 apresenta trajetória de queda: o pico de exportações foi em maio, 59.133 mil unidades exportadas, caindo para 54.601 mil em agosto e depois para 47.713 mil em setembro de 2017.

O conteúdo continua após o anúncio

Tais resultados positivos têm como maior motivo a queda da taxa de juros e da inflação, o que incentiva a formação de contratos de financiamento no setor. Mantida tal política, espera-se que a retomada do setor, iniciada em 2017, siga em reta livre, acelerando empregos e a economia.

Conjuntura e Mercados

Conjuntura e Mercados

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia