Inep altera horário de aplicação do Encceja 2017

Portões serão abertos uma hora depois do que, inicialmente, previa o edital do exame. Provas serão aplicadas no dia 22 de outubro.

Por Caderno Educação

15/09/2017 às 17h48 - Atualizada 15/09/2017 às 17h50

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta quarta-feira (13), o novo horário de aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos ( Encceja 2017).

De acordo com o Inep, a abertura dos portões foi adiada para 8h (horário oficial de Brasília), uma hora mais tarde do que divulgado inicialmente no edital.




Por causa da alteração, os portões serão fechados às 8h45, e não mais 7h45. A aplicação da prova ficou marcada para 9h.

Segundo o Instituto, a medida tem por objetivo fazer com que os candidatos consigam chegar aos locais de prova com comodidade e segurança.

Neste ano, o Encceja será aplicado no dia 22 de outubro para 1.573.862 pessoas. Dessas, 301.583 farão provas para o Ensino Fundamental e 1.272.279, para o Ensino Médio.

O exame será realizado em 564 municípios distribuídos em todas as Unidades da Federação.

Confira como ficaram os horários, após as mudanças:

  • MANHÃ

 

O conteúdo continua após o anúncio
  • TARDE

 

Como são as provas do Encceja 2017?

A prova é constituída de 30 questões de múltipla escolha para cada área (somando 120 itens) e mais a redação. As disciplinas são divididas assim:

a) Para o Ensino Fundamental:

  • – Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e uma proposta de Redação;
  • – Matemática;
  • – Historia e Geografia;
  • – Ciências Naturais.

b) Para o Ensino Médio

  • – Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e uma proposta de Redação;
  • – Matemática e suas Tecnologias;
  • – Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • – Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Para ser aprovado e garantir o diploma, o candidato precisa acertar 50% do total de questões de cada área e mais 50% de êxito na redação.

Vale lembrar que o Encceja não era aplicado pelo governo Federal desde 2014, quando o Enem passou a ser o meio de certificar a conclusão do Ensino Médio.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia