Saiba como funciona a educação superior no Brasil

Saiba como funciona a educação superior no país e quais são as principais formas de ingressar em uma instituição de ensino.

Por Caderno Educação

04/12/2017 às 17h53

Ingressar na faculdade é um dos seus objetivos de grande parte dos jovens do e certamente do seu, não é mesmo? Mas você sabe como funciona a educação superior no Brasil? Confira o post a seguir e veja os principais termos que envolvem os cursos de graduação.



Tipos de instituição

Elas não são todas iguais. Conheça as principais diferenças entre elas:

Universidades: Desenvolvem atividades de ensino, pesquisa e extensão (atendimento à comunidade) em várias áreas do conhecimento. Podem abrir cursos novos, por exemplo, sem a necessidade de autorização do Ministério da Educação (MEC).

Centros universitários: Atuam em uma ou em diversas áreas do conhecimento. Não têm a obrigação de realizar atividades de pesquisa e extensão. Assim como as universidades, têm autonomia para criar cursos.

Faculdades: Atuam em uma ou várias áreas de conhecimento. São similares a institutos e escolas superiores. Não têm autonomia para abrir cursos, dependendo de autorização do MEC.

Institutos Federais e Cefets: Institutos e Centros Federais de Educação Tecnológica são equiparados às universidades federais.

Tipos de cursos de graduação

Bacharelado: Tipo de curso mais tradicional, que oferece uma formação abrangente para atuar nos diversos setores do mercado de trabalho.

Licenciatura: Curso para formação de professores, ou seja, para quem quer lecionar um conteúdo específico ou ser pedagogo.

Tecnológico – Curso focado na prática profissional (que prepara para o desempenho de uma atividade mais específica no mercado de trabalho) e de duração mais curta que o bacharelado.

O conteúdo continua após o anúncio

Quero saber minha vocação

Modalidades de ensino

As modalidades de ensino dizem respeito à educação presencial ou a distância.

Educação presencial: É a modalidade clássica de ensino. Alunos e professores frequentam o mesmo espaço físico, a sala de aula. Até 20% de um curso presencial pode ser ministrado a distância segundo o MEC.

Educação a distância (EAD): Caracteriza-se pelo emprego de meios e tecnologias de informação e comunicação no processo de ensino e aprendizagem, com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos. É a modalidade de ensino que mais cresce no país.

Ingresso

O cidadão interessado em estudar nas instituições brasileiras de ensino superior tem diversas formas de acessá-las. O Enem é o principal processo seletivo do país, mas muitas instituições mantêm seus vestibulares próprios, combinados ou não com a nota do exame.

Enem: O Exame Nacional do Ensino Médio foi criado em 1998, pelo MEC, com o objetivo inicial de avaliar o desempenho dos estudantes ao final do Ensino Médio. Mas passou a ser usado como vestibular para grande parte das universidades federais e estaduais, por meio do Sisu, e tem seu resultado considerado no processo seletivo de mais de 1,4 mil instituições privadas. A Avaliação Seriada no Ensino Médio é outra modalidade de acesso universitário que acontece de forma gradual e progressiva, com provas aplicadas ao final de cada série do ensino médio. Diversas instituições aplicam, ainda, testes, provas e avaliações de conhecimentos voltados à área do curso que o estudante pretende fazer.

Algumas faculdades e universidades também optam por processos de seleção baseados em entrevistas ou nas informações pessoais e profissionais dos candidatos, como grau de escolaridade, cursos, histórico escolar ou experiência e desempenho profissional.

Existem ainda, outras formas de ingressar em uma faculdade. O Estado brasileiro mantém projetos que facilitam o acesso de alunos e professores à educação superior e ajudam a melhorar a qualidade de ensino das instituições federais. Saiba sobre os principais programas e processos seletivos no post “Saiba o que fazer com a sua nota no Enem 2017

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia