Um Giro Pelo México: rolé de Golf GTI 2.0 turbo MK 5

Por Dudu Mazzei

24/08/2017 às 22h04 - Atualizada 24/08/2017 às 22h04

Golf MK5 GTI 2007, o carro que nunca tivemos no Brasil

 

Sempre gostei de VW Golf. Desde os primeiros que vi rodando no Brasil – ainda na década de 80,  com desenho bem quadradinho, e os faróis zoiudos parecidos com os primeiros Passat brasileiros.

As versões importadas da Alemanha e México, de 1995 até 1998 então, nem se fala. Eram lindos, potentes, confortáveis e modernos para a época.

A geração MK 4 que surgiu depois, o famoso “Sapão”, durou 15 anos aqui no Brasil. De 1998 – importado da Alemanha – e de 1999 até 2013 feito aqui, que tomou um tapinha no visual em 2008 apelidado de MK 4,5 ou quatro e meio. Enquanto isso, no resto do planeta ele foi evoluindo, chegando a ficar três gerações na frente da gente. Um absurdo…

 O carro do nosso rolezinho

O carro que um mexicano camarada nosso emprestou é um modelo da quinta geração, lançada em 2003. O dele é  o GTI 2007 com motor 2.0 turbo que gera uns 200cv. O câmbio, o famoso DSG automático, tem alavanca no console central e “borboletas” no volante.

No Brasil, perdemos três gerações do Golf. Foto: Dudu Mazzei

A carroceria de duas portas realça a esportividade da versão GTI. Particularmente, prefiro o conforto das quatro portas. Foto: Dudu Mazzei

 

A frente tem um visual marcante e chamativo, até mais que da versão atual. Foto: Dudu Mazzei

Acho o desenho desta traseira muito mais harmonioso que das versões vendidas aqui até 2013. Foto: Dudu Mazzei

Suas rodas aro 17” foram cobertas com revestimento que imita fibra de carbono e os pneus são de perfil super baixo (45). A suspensão é firme sem abrir mão do conforto e bem dosada para a proposta esportiva do carro.

Aos poucos vou me acostumando com a moda de rodas escuras. E você, gosta? Foto: Dudu Mazzei

O meu filho Pepê ao dirigir este carro reclamou da demora nas retomadas de velocidade. Vou discordar dele. Quem tem pressa deve optar por trocar as marchas manualmente e saber carcar o pé no acelerador. Menino novo, aos poucos o papai aqui vai ensinando os macetes, kkkkkk.

O conteúdo continua após o anúncio

Mesmo com 10 anos de suo e com mais de 150 mil km rodados, o Golf do nosso colega Mina continua em boa forma. Tem recursos que nossos automóveis fabricados aqui em 2007, nunca tiveram. Ou para ter, o comprador brasileiro teria na época, desembolsar uma fortuna. Coisas do Brasil! Será que um dia isso vai melhorar?

Assista aos vídeos abaixo e conheça mais detalhes deste Golf. Não deixe de postar seu comentário!

 Vídeo com o Pepê Mazzei dirigindo o Golf

Dudu Mazzei

Dudu Mazzei

Nascido e criado em JF, formado em Técnico de Mecânica no CTU da UFJF, mecânico desde 1984, tenho uma oficina de carros desde 1986, sou jornalista e fotógrafo desde 1989. Participo de provas de automobilismo há mais de 35 anos como mecânico/preparador, fotógrafo ou jornalista. Às vezes, todas as funções ao mesmo tempo. Sou também consultor automobilístico e instrutor de mecânica de autos.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia