Uma foto, 300 palavras: Golf TSI 1.0

Por Dudu Mazzei

12/10/2017 às 10h05 - Atualizada 12/10/2017 às 10h05

Fui à concessionária VW Sudeste Automóveis para testar o tão falando UP TSI. Lá chegando, no dia e hora combinados, tomei um “toco”. O carro não estava lá. Dei sorte! Como “prêmio de consolação” me ofereceram o Golf 1.0 para testar.

Então, tá! Sou fã de Golf, tanto como motorista, quanto mecânico. Primeira acelerada e senti firmeza. Na segunda esticada, outra surpresa. Ainda descrente de seu motor 1.0, como prova de fogo em trajeto urbano, subi a ladeira da Rua Viscondessa Cavalcanti, perto da minha oficina, no Poço Rico. Passo por lá pelo menos três ou quatro vezes por dia. Levei um susto! O carro é 100% “corisco”! Parei em casa, abri o capú e lá estava uma máquina tricilíndrica com uma turbina lindinha e eficiente.

Debaixo do capú, um motor tricilíndrico com uma bela e eficiente turbina. Tudo de bom!(Foto: Dudu Mazzei)

No total, rodei uns 300 km. No álcool, consumo perto de 10km/l, quase o tempo todo carregando cinco adultos. Nas subidas e ultrapassagens é como um “segurança de balada”: elegante e sóbrio, mas pisa no calo dele pra você ver…

O TSI 1.0 é o turbo mais barato (perto de R$80 mil) da linha Golf. Tem tuuuuuuudo que um carro top tem que ter, tudo mesmo, custando ainda uns R$20 mil a menos que a sua versão 1.4 TSI com semelhante pacote de equipamentos. Reflita!

O conteúdo continua após o anúncio

O carro que eu testei era equipado com câmbio mecânico de seis marchas, bem acertado e de acionamento preciso e macio, muito bem casado com o motor de 125 cv de potência e 20,4 kgfm de torque quando alimentado com álcool.

Quanto ao conjunto, ele é muito bem resolvido nos quesitos conforto, beleza, segurança, estabilidade, desempenho, economia etc. Afinal ele é um Golf!

Resumindo, ele sintetiza, no mundo automotivo, uma máxima em voga nos atuais tempos de crise financeira: “menos é mais”!

Dudu Mazzei

Dudu Mazzei

Nascido e criado em JF, formado em Técnico de Mecânica no CTU da UFJF, mecânico desde 1984, tenho uma oficina de carros desde 1986, sou jornalista e fotógrafo desde 1989. Participo de provas de automobilismo há mais de 35 anos como mecânico/preparador, fotógrafo ou jornalista. Às vezes, todas as funções ao mesmo tempo. Sou também consultor automobilístico e instrutor de mecânica de autos.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia