A importância do aleitamento materno

Por Alice Amaral

08/08/2017 às 11:35hs - Atualizada 08/08/2017 às 11:35hs

A Semana Mundial de Aleitamento Materno aconteceu entre os dias 1º e 7 de agosto, em vários países do mundo. E, a data deve ser lembrada sempre, principalmente porque em pleno século 21 ainda encontramos restrições de algumas pessoas para o aleitamento, com alegações diversas, sendo uma delas, o medo de acarretar perda estética das mamas. Um erro, que prejudica o bebê, já que o leite materno é um alimento completo. Não existe nenhuma restrição e a amamentação estreita ainda o vínculo entre a mamãe e a criança.

A preparação para o aleitamento começa antes do nascimento, quando a futura mamãe precisa tomar alguns cuidados básicos como: não fumar, evitar bebidas alcoólicas e informar ao médico sobre o consumo de medicamentos e outros produtos que potencialmente influem na qualidade do leite materno.

Após o nascimento, a primeira mamada é um momento especial no contato entre os dois. É literalmente quando se dá um encontro mais terno: a mulher libera o hormônio ocitocina, que vai ajudar na contração do útero e auxiliar na “descida” do leite. O primeiro leite é chamado de colostro, um alimento especial e que precisa ser valorizado. Entre tantos benefícios, ajuda no sistema imunológico da criança.

Uma dica interessante para as mamães é não apertar ou fazer pressão nos seios para verificar se está saindo leite. E, apenas utilize cremes e pomadas nos seios, se houver prescrição médica. Além disso, nos primeiros meses de vida, o leite materno supre todas as necessidades nutricionais do bebê. Considere ainda que o aleitamento não é uma condição generalizada entre todas as mulheres, já que existem situações diferenciadas. Algumas mulheres, inclusive, podem enfrentar algumas dificuldades e outras não.

O conteúdo continua após o anúncio

Portanto, buscar informação e aconselhamento é um passo muito importante. Vale lembrar também que várias pessoas precisam colaborar de diversas formas. Por exemplo: Propiciar um ambiente calmo e limpo, evitar estresse, ajudar nas tarefas diárias, facilitar os horários para a amamentação e sempre incentivar o ato de amamentar.

Em breve, trarei ao blog Tribuna de Minas mais novidades e abordagens sobre o tema. Acompanhe!

Alice Amaral

Alice Amaral

- Título de Especialista em Nutrologia – RQE 17.528 – Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Nutrologia . - Título de Especialista em Medicina do Esporte – RQE 17.925 – Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte . - Pós Graduação em Medicina Física e Reabilitação – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – R.J. - Formação Médica em 1983

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia